sexta-feira, novembro 27, 2009

Há coisas curiosas, não há?

Hoje tenho uma pequena história para contar... Nada de mais, não se entusiasmem! =D

Há uns 4 ou 5 anos atrás, lembro-me de estar em casa de um amigo e de ter reparado numa música que estava a passar na TV (MTV, provavelmente).

Fiquei com a música no ouvido durante o resto do dia! Mas depois, como estava de férias e como nessa altura a relação entre a quantidade de informação a entrar a 100 e a sair a 200 na minha cabeça atinge recordes, no dia seguinte já nem me lembrava dela....

Ontem, volvidos esses mesmos 4 ou 5 anos, estava eu a ouvir o novo álbum "The Very Best Of Enya", quando de repente, ao ouvir a 16.ª faixa, uma estranha sensação de "dejá-vù auditivo" me deixou pensativo... Onde já teria eu ouvido aquilo?


Pensei que talvez aquela música fosse apenas um cover da artista de uma outra música qualquer, porque tinha ideia de já a ter ouvido, mas com letra, isto é, alguém cantava algo sobre aquela melodia.
Estava enganado! Na verdade acontecera o contrário!

Comecei por pesquisar pelo título da música no Google: Boadicea do álbum The Celts.

Logo o primeiro resultado:
Enya (album) - Wikipedia, the free encyclopedia - [ Traduzir esta página ]

Mario Winans also sampled "Boadicea" for the melody of the song "I Don't Wanna Know". Producer P. Diddy reportedly personally contacted Enya for permission ...

E assim que li o resumo do artigo percebi logo que aquele título "I Don't Wanna Know" me lembrava alguma coisa... Já a devia ter ouvido também! Talvez fosse daí que conhecia aquela música de Enya, pensei.


Fui ao YouTube e procurei pela música. Logo nos primeiros segundos do primeiro vídeo que escolhi, tive a confirmação que já tinha ouvido aquela música e que era dali então que conhecia a Boadicea.

Mas termina aqui a história?! Não! Porque não foi esta a música que eu ouvi há 4 ou 5 anos atrás!

Voltando ao artigo da Wikipedia, pude ler ainda que:
The Fugees sampled "Boadicea" from this album for their song "Ready or Not" on 1996's The Score. Enya had prepared to sue the group for copyright infringement because they had not asked for permission and did not give her credit. After learning that The Fugees were not gangsta rappers, Enya declined to follow through with the suit, but stickers were then placed on The Score giving Enya credit for her work.

Voltei então ao YouTube e procurei pela "Ready or Not" dos The Fugees...


Surpresa das surpresas quando percebi que Lauryn Hill, a menina-voz de Sister Act 2: Back in the Habit, era a vocalista feminina desse grupo! Eu conhecia os The Fugees de nome! E até pude confirmar depois no YouTube que algumas das suas músicas me eram bastante familiares, mas digamos que nunca tinha associado o que ouvia a um rosto...

Também a "Ready or Not" me era familiar, daí ter surgido a questão afinal qual teria ouvido primeiro? Provavelmente esta, visto que é bem mais antiga que "I Don't Wanna Know".

Mas a pesquisa despoletada por uma única música de Enya que me soara familiar não terminou aqui... Continuando na Wikipedia:
The song was also sampled on the answer-back song "You Should Really Know" by The Pirates featuring Shola Ama, Naila Boss & Ishani which peaked at #8 on the UK Singles Chart.

Então, mais uma para procurar no YouTube...


Finalmente!! Era esta a música que há 4 ou 5 anos atrás eu ouvi em casa daquele meu amigo, num qualquer dia de Agosto, o mês em que todos os anos ia para Lavadores passar férias...

Pode não ter sido esta a música em que ouvi pela primeira vez a Boadicea de Enya, mas foi definitivamente esta de que me lembrei (ainda que insconscientemente) quando estava a ouvir o Best Of desta grande artista.

Como vêem, há coisas curiosas, não há? =P

Até logo!
Leia mais...

segunda-feira, novembro 16, 2009

LEGO - bons momentos em família...

Há umas semanas que não punha os pés na minha LEGOficina, daí que aquilo estivesse num verdadeiro caos...

Para quem não sabe, a minha LEGOficina - ou seja, o espaço onde eu construo - é a minha mesa de bilhar.... Há mais de ano e meio que ninguém joga! =D

Ontem tive os meus avós maternos a almoçar e jantar lá em casa. Ao fim do dia perguntei-lhes se não queriam dar-me uma ajuda a arrumar todo o LEGO que tinha espalhado e misturado lá em cima e a minha avó prontificou-se desde logo para o fazer... depois do jantar!

E assim foi... Eu tinha explicado que se ela me ajudasse a separar as peças por cores já seria uma grande ajuda! =D

Estava eu ainda a trabalhar no PC quando ela saiu sorrateira da cozinha e foi para o salão... Quando fui ter com ela, já me estava a colocar todas as peças Dark Blue numa mesma caixa, independentemente do tipo de peça! Valeu a intenção! ^^'

Lá lhe expliquei que além de separar por cor, algumas peças também separava por tipo, por isso seria melhor ela ajudar-me apenas nessa parte... E lá continuou ela, claramente entusiasmada!

Pouco tempo depois desafiei o meu avô a juntar-se a nós os dois e certo é que ele não demorou muito a vir dar uma mãozinha!



Durante cerca de uma hora, lá estiveram os dois a ajudar-me a separar aquelas centenas de peças... e "tão pequeninas" que elas eram, dizia a minha avó! =D

Quando lhes disse "por hoje já chega", preparando-me para descer para assistir aos Ídolos, eles nem queriam parar... Só se lamentavam de não terem ido lá para cima durante a tarde, ao invés de andarem a passear pela cidade fria e chuvosa...

É assim que se vai conquistando a credibilidade da família num hobby que ainda é olhado por muitos com alguma estranheza... ;)

Até logo!
Leia mais...

sábado, novembro 14, 2009

2012 - Estou a avisar-vos!

Mas que desilusão!

Eu sei que esta é provavelmente a pior forma de começar um texto onde pretendo expressar a minha opinião em relação a um filme. Antes mesmo de chegarem ao verdadeiro corpo do texto, já sabem que eu não gostei do que vi...

Pois desenganem-se!

Comecei assim intencionalmente... Mas terá sido realmente uma desilusão tão grande? Terá "2012" se revelado um filme tão diferente daquilo que eu estava à espera?

Estava bastante curioso pelo trailer que tinha visto e pela qualidade aparente das CGI. Aproveito já para fazer a ressalva em relação aos efeitos especiais que são sem dúvida impressionantes e muito bem conseguidos! O filme também não está livre de falhas neste campo, mas são os efeitos especiais que fazem dele um filme que pode até valer a pena ver num fim de tarde chuvoso de Domingo... Quem nunca viu "O Dia Depois de Amanhã" nestas condições? :)



"2012" é um bom filme de efeitos especiais. (Ponto!)

A história trivial, típica, previsível, aliada a diálogos mal construídos e pouco naturais, atiram o filme para o fim da lista das minhas preferências no que diz respeito a este género "catastrófico" de cinema (o adjectivo pode ser entendido em mais do que um sentido!).

Sou um apaixonado por efeitos especiais (ou não estivesse inclusive a estudar Eng. Informática e Computação com o forte intuito, para já, de me especializar em Computação Gráfica) e por isso não dou por mal gastos os 4.40€ pagos na bilheteira.



Os actores são conhecidos (bastante até): John Cusack, Danny Glover, Olivar Platt, Amanda Peet e a lindíssima Thandie Newton, mas nem por isso tiveram um trabalho notável. Mas não os culpo apenas a eles! Foram contratados e interpretaram os papéis que lhes deram da melhor forma possível. Os papéis é que eram mesmo fracos.

Para concluir, o filme vale pelos efeitos especiais, mas nada mais! Para quem não é apreciador, por si só, de grandes efeitos especiais, então não aconselho a que veja filme!

Retomo agora a minha primeira frase neste post: "Mas que desilusão!"... Terá sido? Não... Já estava à espera.

Até logo!


P.S.1. Faz-me uma certa "confusão" quando as pessoas confundem Efeitos Especiais com situações irreais.... Uma situação irreal pode ser aceite ou não, conforme os limites do nosso imaginário, os Efeitos Especiais podem apenas ser apreciados! Mas sobre isto talvez venha a falar mais tarde num outro post...

P.S.2. Também me fazem alguma "confusão" aquelas pessoas que vão ver um filme de catástrofe e não conseguem passar o filme inteiro sem questionar ou criticar a "sorte" ou capacidade de desenrasque dos protagonistas... Isto levanta-me uma questão muito intrigante: querem ver filmes de 10 minutos em que o protagonista morre porque não conseguiu passar com o avião por entre os prédios que se desmoronaram!? Com certeza neste filme, "no seu contexto", muitas pessoas morreram porque não o conseguiram fazer... Mas infelizmente para elas, a sua história não teve interesse cinematográfico! =D Mas sobre isto, também poderei vir a falar mais aprofundadamente num futuro próximo...

P.S.3. Desculpem a ausência, mas passei por duas semanas completamente atulhadas de trabalho! Finalmente consegui respirar um pouco... e escrever! ;)

Leia mais...
Este blogue pertence a Marcos Bessa, eu próprio, e tudo o que aqui escrevo diz respeito apenas e só à minha opinião pessoal ou visão dos mais variados assuntos do quotidiano e não pode ser jamais confundido com a opinião, ideologia ou ponto de vista de qualquer outra entidade que possa estar ligada a mim, como seja a empresa que me emprega neste momento: LEGO System A/S.
Todo o conteúdo original deste blog não pode ser copiado, seja integral ou parcialmente, sem a devida referência à sua origem e um link para a mesma.
Todos os comentários publicados são da total responsabilidade dos seus autores.
Este blogue não tem qualquer apoio ou ligação com qualquer empresa aqui mencionada.