segunda-feira, junho 18, 2012

[ Jornal + | 9/06/2012 ] Ai as Francesinhas...

Nestas últimas semanas tenho me deparado com uma quantidade algo perturbadora de imagens de francesinhas no Facebook. Não sei se é por estarmos agora a entrar no Verão e, talvez por isso, as pessoas se sintam mais tentadas a este prato típico do Porto que cai sempre melhor acompanhado de uma cerveja bem gelada. Talvez tenha sido isso mesmo que deu origem a um autêntico assalto ao meu mural por parte de uma série de imagens de fazer crescer água na boca.

Provavelmente estou apenas a receber o troco pelas frequentes fotos que publico no meu próprio mural das minhas iguarias e refeições mais apetitosas. Bem que dizem que o universo apenas nos devolve aquilo que lhe damos...

A propósito de comida, uma das principais diferenças com que me deparei assim que emigrei foi justamente a gastronomia. Inúmeras conservas, molhos de todas as cores e consistências, uma variedade imensa de combinações de coberturas para "sandes" de uma única fatia de pão: o tradicionalsmørrebrød – que eles depois são obrigados a comer de faca e garfo –, são apenas alguns dos exemplos do que pela minha experiência melhor descreveria a cozinha dinamarquesa (ou pelo menos a cantina da empresa onde trabalho).

É certo que me tornei muito menos esquisito no que diz respeito a comida desde que passei a viver sozinho e a ter de cozinhar para mim – experimento muito mais –, mas não posso dizer ainda que me tenha rendido aos sabores bárbaros aqui da terra dos vikings. Sou muito mais apreciador da cozinha japonesa, tailandesa ou italiana, ainda que a minha favorita continue a ser sem dúvida a cozinha da minha mãe! Que saudades daquela comida que durante tanto tempo tive como garantida quase sem lhe dar o devido valor.

Apesar das saudades da “comida da mamã”, não tenho conseguido parar de salivar por uma francesinha nos últimos dias. Tenho pensado em chamar alguns amigos para jantar lá em casa e dar-lhes a provar esta iguaria portuguesa... Qualquer portuense sabe que o segredo está no molho. Tenho de descobrir a melhor receita! Alguma sugestão ou truque que eu deva ter em conta para impressionar os meus amigos dinamarqueses?
Leia mais...
Este blogue pertence a Marcos Bessa, eu próprio, e tudo o que aqui escrevo diz respeito apenas e só à minha opinião pessoal ou visão dos mais variados assuntos do quotidiano e não pode ser jamais confundido com a opinião, ideologia ou ponto de vista de qualquer outra entidade que possa estar ligada a mim, como seja a empresa que me emprega neste momento: LEGO System A/S.
Todo o conteúdo original deste blog não pode ser copiado, seja integral ou parcialmente, sem a devida referência à sua origem e um link para a mesma.
Todos os comentários publicados são da total responsabilidade dos seus autores.
Este blogue não tem qualquer apoio ou ligação com qualquer empresa aqui mencionada.