quarta-feira, agosto 03, 2011

[POEMA] Anjo da Guarda

Dá-me um abraço.
Vem, não digas nada,
Não faças perguntas,
Não acendas a luz,
Não tires a roupa,
Não me tentes beijar,
Não tentes ler o que
me vai na alma...

Vem...
e abraça-me apenas.

Quero sentir os teus braços,
Quero sentir-me envolvido,
Quero sentir-te,
Quero sentir-nos a respirar
...ao mesmo tempo,
Quero... te.

Ajuda-me a acordar,
Ajuda-me a viver,
Ajuda-me a enfrentar tudo,
Ajuda-me a retirar esta máscara
e a acabar com a farsa da minha vida.

Onde estás tu, anjo da guarda?

0 comentário(s):

Este blogue pertence a Marcos Bessa, eu próprio, e tudo o que aqui escrevo diz respeito apenas e só à minha opinião pessoal ou visão dos mais variados assuntos do quotidiano e não pode ser jamais confundido com a opinião, ideologia ou ponto de vista de qualquer outra entidade que possa estar ligada a mim, como seja a empresa que me emprega neste momento: LEGO System A/S.
Todo o conteúdo original deste blog não pode ser copiado, seja integral ou parcialmente, sem a devida referência à sua origem e um link para a mesma.
Todos os comentários publicados são da total responsabilidade dos seus autores.
Este blogue não tem qualquer apoio ou ligação com qualquer empresa aqui mencionada.