quinta-feira, junho 19, 2008

"The first time I saw your face"

Da primeira vez que te vi,
Não foi um tremor, não foi um arrepio,
Não foi tal coisa o que senti.
Não foi um aperto, não foi dor de certo...
Não foi medo, foi ansiedade. Curiosidade...

Não cruzaste os teus olhos com os meus,
Não me viste, nem me olhaste sequer...
Não te aproximaste...
Mas não te culpo! Afinal eu era-te tão estranho
Como todos os outros a quem não olhaste, não viste e não falaste...
Mas nunca mais te esqueci!
Sempre te olho, sempre te vejo e sempre te falo!
Ainda que esteja eu mudo, fala-te o meu olhar...


Estava a ouvir:
"The first time I saw your face", Leona Lewis.
Ando a ler: "Ensaio sobre a cegueira", José Saramago.

2 comentário(s):

Anonymous disse...

Já me viste mas não me conheces.;D Soa uma aluna da escola secundária de Paredes e estive presente quando lá foste falar do teu 1º projecto. Fiquei muito impressionada com a forma como nos encaraste e muito curiosa em relação ao teu trabalho.
Por preguiça e esquecimento nunca mais visitei o teu site, mas decidi faze-lo agora.
Infelizmente ainda não li o livro que publicas-te, mas pretendo faze-lo em breve. O pequeno “cheirinho” que nos deste na tua visita à secundária despertou o meu interesse. Quando o ler prometo que darei a minha opinião e farei as minhas criticas (se as tiver) como tu (pelo que afirmaste) gostas de ouvir, para as poderes corrigir.
Fiquei fascinada com estes poemas. É estranho conhecer alguém tão jovem, que se assemelha tanto a nós (adolescentes) simples “normais mortais” e que escreve tão bem. Alguém que escreve de uma forma tão fantástica como se tratasse de uma figura que nos parece inalcançável, tal como um grande escritor, do qual conhecemos apenas o nome nas lombadas dos seus livros ou uma ou outra foto que nos vem parar às mãos.
… Sei que deve parecer um pouco estranho estar a dizer isto, já que anteriormente disse que ainda não li o teu livro, mas fiquei de tal forma fascinada com este pouco que li, que não pude deixar de demonstra-lo. Se o livro for tão bom como estes pequenos poemas certamente irei gostar.
Bem… parece que me excedi um pouco nas palavras. Peço desculpa por causar tanta maçada. Gostava só de desejar muito boa sorte para a tua carreira. Espero que tudo corra bem e que alcances os teus objectivos. Sabes o que queres e lutaste por isso… apreciei.

Um risco… um esforço… o prémio!
Boa sorte

Marcos Bessa disse...

Obrigado pelo teu comentário! Nunca é nem será uma "maçada" ler palavras tão simpáticas! ;)

Espero realmente que tenhas oportunidade de ler o meu primeiro livro e que gostes!

E vai-te preparando, porque já estive mais longe de ter novidades sobre o segundo livro! ;)

Bjo

Este blogue pertence a Marcos Bessa, eu próprio, e tudo o que aqui escrevo diz respeito apenas e só à minha opinião pessoal ou visão dos mais variados assuntos do quotidiano e não pode ser jamais confundido com a opinião, ideologia ou ponto de vista de qualquer outra entidade que possa estar ligada a mim, como seja a empresa que me emprega neste momento: LEGO System A/S.
Todo o conteúdo original deste blog não pode ser copiado, seja integral ou parcialmente, sem a devida referência à sua origem e um link para a mesma.
Todos os comentários publicados são da total responsabilidade dos seus autores.
Este blogue não tem qualquer apoio ou ligação com qualquer empresa aqui mencionada.