segunda-feira, junho 16, 2008

Palavra proíbida...

A propósito do nome do meu novo livro, fica aqui um poema (na verdade, apenas parte dele) que escrevi há alguns anos para uma pessoa muito especial. Andava a vasculhar os meus documentos no pc e dei com ele...

Neste poema que escrevo
Algo especial te queria dar.
Pediste as minhas palavras
E elas nem se te atrevem a falar.

Por mais coragem que sinta
A caneta teima em cair.
Respiro o mesmo ar que tu
Mas o meu parece fugir…

Minhas palavras pediste,
Embora que noutro tempo.
Agora sei o que quero dizer,
Mas por medo nem tento!

2 comentário(s):

Anonymous disse...

vais longe amigo :) orgulhom de ti!!!

um beijinho
virgínia

Marina disse...

Orgulho no nosso jovem escritor!=)
sim sim...estarei sempre aqui para aplaudir o teu sucesso!*
Beijinho

Marina*(toca)

Este blogue pertence a Marcos Bessa, eu próprio, e tudo o que aqui escrevo diz respeito apenas e só à minha opinião pessoal ou visão dos mais variados assuntos do quotidiano e não pode ser jamais confundido com a opinião, ideologia ou ponto de vista de qualquer outra entidade que possa estar ligada a mim, como seja a empresa que me emprega neste momento: LEGO System A/S.
Todo o conteúdo original deste blog não pode ser copiado, seja integral ou parcialmente, sem a devida referência à sua origem e um link para a mesma.
Todos os comentários publicados são da total responsabilidade dos seus autores.
Este blogue não tem qualquer apoio ou ligação com qualquer empresa aqui mencionada.