sexta-feira, junho 18, 2010

A perpétua incompletude....

© Sérgio Lemos
Eu não era um particular apreciador do seu estilo, nem sequer - em boa verdade - um verdadeiro leitor da sua obra, mas é inegável que o mundo da literatura está hoje mais pobre...

Saramago, com 87 anos, estava a escrever um novo romance, do qual o editor Zeferino Coelho, da CAMINHO, chegou a ler cerca de 30 páginas. "O que li era uma espécie de introdução em que começam a sair as personagens. Pareceu-me que seria um romance como o ‘Ensaio Sobre a Cegueira’ ou o ‘Ensaio Sobre a Lucidez’, disse o editor ao jornal Público.

Eu li o "Ensaio Sobre a Cegueira", a única obra que li na íntegra do Nobel português da Literatura, e como tive oportunidade de dizer neste post, adorei o livro. Lamento que Saramago não tenha conseguido terminar esta obra, mas é isto que está destinado à vida (e obra) de qualquer artista, de qualquer homem dos sentimentos e das emoções, das palavras... ficar incompleto.

Que este homem de ar doce e simultaneamente desconfiado do mundo que o rodeava possa ser menos incompleto agora, onde quer que esteja...

Até logo.

0 comentário(s):

Este blogue pertence a Marcos Bessa, eu próprio, e tudo o que aqui escrevo diz respeito apenas e só à minha opinião pessoal ou visão dos mais variados assuntos do quotidiano e não pode ser jamais confundido com a opinião, ideologia ou ponto de vista de qualquer outra entidade que possa estar ligada a mim, como seja a empresa que me emprega neste momento: LEGO System A/S.
Todo o conteúdo original deste blog não pode ser copiado, seja integral ou parcialmente, sem a devida referência à sua origem e um link para a mesma.
Todos os comentários publicados são da total responsabilidade dos seus autores.
Este blogue não tem qualquer apoio ou ligação com qualquer empresa aqui mencionada.