sábado, outubro 09, 2010

[NEW LIFE] Day A006 - Sozinhos no Castelo

E cá estou eu, sozinho no meu quarto, em mais um fim de dia: o primeiro fim-de-semana na Dinamarca!

Hoje de manhã acordei cedo com o barulho das outras pessoas a abandonarem o local - os tais alunos séniors que se foram embora -, mas só tinha o despertador marcado para as 8h50... Por volta das 9h fui então tomar o meu banho ao fundo do corredor para depois ir com o Sam até ao castelo tomar o pequeno-almoço. Hoje não teríamos ninguém para cozinhar para nós, visto que toda a gente se ia embora e íamos ficar sozinhos aqui em Engelsholm, portanto tomámos um "brunch" na cozinha: pão com queijo, sumo de maçã, tiras de cenoura crua descascadas e fruta... A cozinheira informou-nos então que o staff estava todo de folga no fim-de-semana e que, portanto, tínhamos comida no frigorífico que podíamos aquecer para comer.

Voltámos para o quarto, um tanto assustados com a ideia de ficarmos sozinhos no castelo, mas nunca pensámos que fôssemos ficar REALMENTE sozinhos aqui no meio do nada....... Mas já voltarei a este assunto.

Apanhámos o autocarro das 11h03 para Billund e fomos dar um passeio no centro da cidade (ou vila, que aquilo não tem tamanho de cidade! xD). Lá encontrámos o Andy, um outro rapaz da nossa idade, vindo da Inglaterra como o Sam, que começou a trabalhar também esta semana na LEGO.

Como ninguém tinha uma grande ideia para um programa para a tarde de sábado, começámos por dar uma volta ali pelas lojas e supermercados... Eis senão quando me deparo com um que tinha um nome bem curioso:


Esta vai directa para o NaNeto da Comunidade 0937: "Então, Net(t)o? Montaste uma cadeia de supermercados aqui em terras dinamarquesas e não contaste nada? =D Orienta aí uns cupões de desconto!"

Depois passámos pela Idea House, um Museu de LEGO muito especial e de entrada restrita. Pensámos que podíamos ir lá fazer uma visita, mas quando chegámos deparámo-nos com as portas fechadas e aparência de não estar ninguém lá dentro. De qualquer forma, ao lado da porta, do lado de fora, havia uma daquelas ranhuras para introduzir o nosso cartão de empregado que nos dá acesso a tudo no PMD. "Experimenta aí, Andy!" E a porta abriu!! xD Ainda entrei, mas como não tinha mesmo ninguém lá dentro, tivemos receio que não pudéssemos estar ali e então saí e fechamos a porta. Ficámos a apreciar as montras onde se podem ver sets de todos os temas e de várias épocas e pouco depois pudemos ver um carro da LEGO Security a estacionar à entrada do museu: "viriam ver quem tinha entrado no museu?", "eu usei o meu cartão!", pensou o Andy ao imaginar que eles poderiam ter acesso à informação de quem abriu a porta... Rimo-nos da situação, claro! :) O segurança podia estar ali por qualquer motivo... Era apenas uma coincidência - pensámos nós!

Continuámos então por ali a ver as lojas e a certa altura, quando já nos parecia boa ideia parar para almoçar, fomos até uma padaria comprar umas sandes. Paguei 4,30€ pela sandes e 2,40€ pela Cola de 1/2L.


Quando me lembrei de tirar a foto, já tinha comido metade da minha sandes, por isso o Andy deixou-me fotografar a dele antes de começar a comer, já que ele tinha estado ao telefone...


Até que as sandes não eram nada más! :)

Depois de almoçarmos, como já não tínhamos mais nada para ver ali no centro de Billund, decidimos ir até ao PMD - o nosso local de trabalho - dar uma vista de olhos pelas novidades dos outros departamentos e tal... Ainda não tinha visto o que City anda a preparar! :) Quando já não havia mais nada de novo para ver - nunca pensei que alguma vez pudesse dizer isto sobre LEGO! - fui para a minha secretária continuar a construir a Villa Maison: já tenho o rés-do-chão quase pronto! :)

Antes de entrarmos no PMD, tivemos de ir ao edifício da LEGO Security informar que íamos entrar e o segurança com quem falámos pediu-nos apenas que telefonássemos para eles a avisar quando fôssemos embora. O Andy ainda contou que vimos um carro da segurança a parar em frente à Idea House e explicou que tínhamos entrado, pedindo desculpa pela eventualidade de termos feito algo que não podíamos. Então o segurança riu-se e disse "Ai eram vocês? Sem problema..." LOL... Afinal podíamos ter entrado!

Por volta das 16h30 liguei para o Sam, que tinha ido para a sua secretária construir também, para o chamar para irmos para a paragem apanhar o autocarro de regresso a casa e logo depois liguei para a segurança. Ao fim-de-semana há menos autocarros a fazer o nosso percurso, por isso tínhamos este ou outro só às 19h51 (também pensávamos nós). Chegámos à paragem e lá esperamos durante 5 minutos pelo 244 para Vejle. Entretanto, chegou o 907X para Vejle. "Não é este o nosso...", disse eu, com o horário na mão.

Mais dez minutos passaram depois do 907X ter arrancado e nada do 244. Apareceu entretanto o 406 e decidi ir perguntar ao motorista se era normal o 244 ainda não ter aparecido, já que no horário dizia que devia ter passado ali às 16h45 e eram já quase 17h. O senhor, num inglês improvisado com gestos, lá me disse que o autocarro que eu estava à espera já tinha passado e era o 907X. Realmente havia um "X" ao lado da hora do 244, mas pensei que quisesse dizer que o 907X também passava naquela paragem entre a hora do autocarro 244 anterior e aquele por que estávamos à espera. FAIL! "Portanto, o próximo autocarro é apenas às 8h da noite!?", perguntei eu. "Não, têm este que para aqui às 18h23!", apontou-me o motorista para o horário que eu segurava nas mãos. Que raio de horário confuso, digo-vos eu!!

Eram 5 horas da tarde e tínhamos mais 1h30 para passar ali em Billund. O Andy já devia estar quase a chegar a casa, a 2km dali. Teve mais sorte que nós, que conseguiu uma vaga em Gravohjen - a residencial onde estaria agora se não estivesse lotada! Lá fomos nós dar mais uma volta num dos supermercados. Aproveitei para comprar um daqueles packs de batatas fritas LAYS de 12 pacotes pequeninos por 25 Dkk (aprox. 3,36€). O Sam comprou dois pacotes de bolachas (e ainda bem!! Vão já perceber porquê...).

Voltámos para a paragem mas ainda só tinham passado 15 minutos! O que fazer? Ficámos lá sentados à espera, enquanto conversávamos sobre música e cinema... O tempo passou, o autocarro apareceu e lá fomos nós em direcção a Ny Norup. O autocarro ia cheio e quando saímos na nossa paragem - no meio de uma recta entre campos, sem nada à volta - pudemos reparar nos rostos admirados das pessoas ao verem-nos descer no meio de nenhures. "Mas não vêem que temos ali as nossas biclas estacionadas?", pensei eu.

Lá fomos até ao castelo, nos nossos segundos 1500 metros de pedalada diária habitual... Quando chegámos, o recinto estava deserto: sem carros, sem gente, completamente diferente do dia anterior. Levámos as compras até aos quartos e fomos para o castelo cheios de fome, prontos para aquecer o nosso jantar. Passava pouco das 19h.

O castelo tinha algumas luzes acesas na entrada e as portas estavam abertas, mas continuávamos sem ver ninguém... "Foram mesmo todos embora!?" Entrámos e fomos directos à cozinha: a porta estava trancada!!! "E agora??" Demos uma volta pelo castelo, outra cá fora pelo pátio mas não havia qualquer sinal de haver alguém por aqui além de nós. Desistimos e voltámos para os quartos, sem jantar....

O que me valeram foram as TUC que tinha no quarto, a garrafa de água e as LAYS... Ao Sam foram as tais bolachas que comprou hoje!! =D

E pronto... Cá estamos, sozinhos e abandonados neste castelo antigo no meio de nenhures... Só espero que amanhã apareça alguém para nos abrir a cozinha para podermos tomar o pequeno-almoço! xD

Até logo!

2 comentário(s):

ups disse...

Conclusão.. ter sempre um lombo assado guardado no quarto para qualquer eventualidade!

Marcos Bessa disse...

Sim, mais ou menos isso! :D

Este blogue pertence a Marcos Bessa, eu próprio, e tudo o que aqui escrevo diz respeito apenas e só à minha opinião pessoal ou visão dos mais variados assuntos do quotidiano e não pode ser jamais confundido com a opinião, ideologia ou ponto de vista de qualquer outra entidade que possa estar ligada a mim, como seja a empresa que me emprega neste momento: LEGO System A/S.
Todo o conteúdo original deste blog não pode ser copiado, seja integral ou parcialmente, sem a devida referência à sua origem e um link para a mesma.
Todos os comentários publicados são da total responsabilidade dos seus autores.
Este blogue não tem qualquer apoio ou ligação com qualquer empresa aqui mencionada.